TJ altera pena de ex-secretário da Fundema, condenado por corrupção, em Joinville

Balanço Geral Joinville

De segunda a sábado, às 11h50

O ex-secretário da antiga Fundema (Fundação Municipal do Meio Ambiente), Marcos Schoene, foi preso em Joinville na ultima quinta-feira (4).

As investigações do caso de corrupção dentro do órgão ambiental tiveram início em 2011, e foi concluído que houve favorecimento da empresa Quasa Ambiental, que prestava serviços de consultoria ambiental, e pertence a família do ex-secretário.

Na época foram cumpridos mandados de busca na antiga Fundema, na casa de Marcos e no escritório do filho dele. O ex-secretário e o filho, Rodrigo Schoene, foram detidos. As audiências aconteceram em 2014, e em dezembro do mesmo ano os réus foram condenados.

Marcos Schoene cumpria pena no regime aberto, mas a partir do recurso do promotor do caso, junto ao TJ (Tribunal de Justiça) foi revisto o cumprimento da pena e alterado para o regime semiaberto, por isso o autor do crime voltou para a prisão.

O ex-secretário da Fundema foi condenado por corrupção passiva e crimes contra a administração pública. Foi encaminhado na ultima quinta-feira (4) para a Penitenciária Industrial de Joinville.

O Juiz João Marcos Buch afirmou que deve avaliar uma ordem do Superior Tribunal de Justiça para decidir se Marcos deve cumprir a pena em prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica.

Mais vídeos