Diretor de licitações aponta culpados pela compra de respiradores

ND Notícias

De segunda a sexta, às 19h10

Mais quatro pessoas foram ouvidas na CPI que investiga a compra dos respiradores pelo governo do Estado. A terceira rodada de depoimentos durou seis horas.

Foi deixado claro que as regras não foram seguidas, que a superintendente de Gestão Administrativa trabalhava sob pressão e que quem deveria questionar as irregularidades, ficou em silêncio, por conta de um suposto regime autoritário que vinha de cima.

Veja a movimentação e as atualizações deste caso em Santa Catarina, e em seguida, o comentário de Paulo Alceu.

Mais vídeos