Fábio Machado

Rotina, contratações e análise dos jogos dos clubes catarinenses. A história do futebol no Estado é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que marcaram Santa Catarina.


No vôlei, o fim de uma era marcada por vitórias e conquistas.

Bernardinho deixa o comando da seleção brasileira de vôlei depois de 12 anos.

Ontem (segunda, 11) terminou um dos ciclos mais vitoriosos do esporte mundial. A saída do treinador Bernardinho da seleção de vôlei, encerra uma fase de conquistas, glórias e referências de excelência no esporte. O agora ex-treinador do Brasil conquistou praticamente tudo o que era possível. Exigente, a sua imagem de “ataques” na beira da quadra ficará para sempre na nossa memória. O seu substituto é o  Renan Dall Zoto que durante muito tempo trabalhou no vôlei catarinense. À frete do time masculino, Bernardinho conquistou o bicampeonato olímpico (Atenas-2004 e Rio-2016). E na liga mundial faturou o primeiro lugar oito vezes. Um “monstro”, vai deixar saudades. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.